Vantagens do Estilo de Vida Adventista

 
Segundo Prof. Murback, "Vantagens do Estilo de Vida Adventista, é uma reflexão acerca de uma vida mais saudável sem a alimentação cárnea que como todo mundo sabe tem sido a causa das doenças cardiovasculares, AVC, pressão alta entre outras mais.
Segundo Gary E. Fraser e Terry Butler, "os vegetarianos tem estado através dos tempos, mas só recentemente foi  que a razão lógica do seu regime passou a ter uma saúde melhor. Um modo de tornar nossa mensagem de saúde vibrante e significativamente novamente, é dar resposta às expectativas do século XXI".
O Estudo de Saúde Adventista é o segundo estudo importante de adventistas na Califórnia. Subsidiado pelo Instituto Nacional de Câncer e pelo Instituto Nacional de Coração, Pulmão e Sangue, o estudo começou em 1974 e foi dirigido pelos pesquisadores da Universidade de Loma Linda. O estudo incluía a incidência (isto é, novos casos) de câncer e doença do coração na pesquisa sempre em expansão do estilo de vida adventista que permite aos adventistas ter uma “vantagem em matéria de saúde”. À semelhança do outro estudo, certidões de óbito foram obtidas para documentar a causa de morte dos membros que morreram durante o estudo. Registros hospitalares foram usados para todos os casos não-fatais. O índice de resposta de brancos, não-hispânicos, ao questionário sobre estilo de vida enviado por correio foi o mais elevado de todos os grupos étnicos e totalizou 34.198. Esse grupo tornou-se a porção do “estudo de incidênada”2 para descobrir que componentes do estilo de vida adventista deram proteção contra a enfermidade.
Os adventistas também pareciam ter um adiamento de mortes cardiovasculares. Se o índice de morte por enfermidade do coração no estudo da Sociedade Americana de Câncer é considerado como 100 por cento, então os homens adventistas apresentavam apenas 66 por cento do que era de se esperar. Mulheres adventistas mostraram apenas uma pequena redução, com 98 por cento. Homens adventistas também morrem de enfarte, mas seu índice de mortalidade é de apenas 72 por cento comparado aos não-adventistas. Para mulheres adventistas, sua mortalidade por enfarte era de 82 por cento do de não-adventistas.
Câncer da próstata. Segundo estimativa,4 29 por cento de todos os novos casos de câncer diagnosticados entre homens americanos em 1998 tinham que ver com a próstata, e a incidência desta enfermidade tem crescido durante as últimas décadas. Relações altamente protetoras foram observadas5 em homens adventistas que consumiam quantidades moderadas de legumes (tais como feijão, lentilhas, ervilhas), frutas cítricas frescas, fruta seca (por exemplo, passas e tâmaras), e tomates.

Fonte de Pesquisa:
https://www.google.com.br/search?q=vantagens+do+estilo+de+vida+adventista&biw=1366&bih=643&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwjTxcu2vofPAhXDh5AKHfx5CnYQ_AUIBigB#imgrc=7Px3h5LvIlgqzM%3A
Gary E. Fraser e Terry Butler. Revista Adventista, P. 8-10, Maio de 2004

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CONTATO: murbackteo@yahoo.com.br | pastormurback@yahoo.com.br


celular: 11-963868812